Big Data e construção civil: como funciona na prática?

Atualizado: 21 de jun.

Por Antônio Rezende

CEO da Gero



Investimentos nos setores da tecnologia nunca foram tão altos e frequentes na área da construção civil como agora. A modernização na gestão, e nos canteiros de obras, têm entregado projetos mais eficientes, baratos e precisos. Segundo um estudo feito pela faculdade de Deloitte, a tendência é que 95% das empresas foquem seus investimentos nas áreas de soluções (sistemas, ferramentas e softwares de gestão) e de gestão de dados (Big Data, Analytics, Inteligência Artificial).


A tecnologia de Big Data é um enorme facilitador na construção de negócio e venda, porque une armazenagem, utilização e análise de uma vasta quantidade de dados muitas vezes em um único sistema de forma rápida e assertiva. Com a utilização da tecnologia, as construtoras e consultorias de engenharia conseguem aperfeiçoar o planejamento, mensurar o que está acontecendo nas obras, controlar e mapear os resultados obtidos, e ainda encontrar potenciais clientes interessados.


O Big Data age também cumprindo o papel de uma ponte entre o vendedor e quem deseja comprar o produto e serviços do setor, além de facilitar o entendimento e a comunicação das necessidades dos clientes. Sabendo disso, reforço também que a geração e mensuração de resultado é a chave mestra no setor da construção. Empresas que aderem a soluções que aperfeiçoam o andamento de projetos, garantem benefícios que vão além dos escritórios: melhoram a qualidade de entrega de todos os envolvidos nas obras e proporcionam maior satisfação dos clientes.


Modernizar e otimizar o negócio não é mais questão de escolha. As necessidades modernas, principalmente pós pandemia, requerem uma comunicação mais efetiva e a redução de investimento de tempo e gastos. Ou seja, para garantir o desenvolvimento e a sobrevivência da sua empresa, é preciso estar atento ao que o mercado pede e desenvolve.


Publicado originalmente em The Funnel

4 visualizações0 comentário