top of page

Metaverso na Construção Civil: tecnologia que, junto aos Gêmeos Digitais, promete revolucionar a eng

O que é o Metaverso?

Em algum momento, você já deve ter ouvido ou lido a palavra "Metaverso". Nascido da ficção científica, o metaverso é um mundo 3D virtual compartilhado entre pessoas, ou mundos que são interativos, imersivos e colaborativos, que também pode ser considerado um aglomerado de mundos, como o conceito de universo, que conhecemos, e é colocado em prática por meio da tecnologia da NVIDIA Enterprise.

Essa tecnologia promete revolucionar muitas áreas do mercado, dentre elas a engenharia. Para a construção civil, área que faz parte da engenharia, talvez o mais empolgante entre os novos desenvolvimentos é o lançamento de “Gêmeos Digitais” – réplicas digitais assertivas de estruturas físicas, ambientes e comportamentos.


Simulações digitais e construção civil


Entender o que são os gêmeos digitais, no contexto da indústria 4.0, é simples e essencial. Para isso, basta compreender que o uso de softwares e automação de dados permitiu que muitos processos fossem simulados ou realizados de modo digital. Então, se antes, para promover mudanças ou continuar os projetos, as indústrias demoravam muito tempo esperando a fabricação de protótipos e do processamento lento de dados, hoje isso pode ser feito de forma ágil.

Os gêmeos digitais são uma cópia virtual de uma peça, de um equipamento ou mesmo de um processo já existente. Mas, além de ser uma cópia virtual, um gêmeo digital é capaz de utilizar vários recursos tecnológicos para interpretar os comportamentos reais neste novo ambiente digital.

Do mesmo modo, um processo já construído por uma equipe pode ter um gêmeo digital, sendo possível simular mudanças e fatores externos, e monitorá-los em tempo real, gerando relatórios e dados de desempenho.

Metaverso e gêmeos digitais: uma relação de benefícios

Nesse contexto, o Metaverso permite criar gêmeos digitais de coisas físicas, seja de objetos ou mesmo estruturas. Esses gêmeos digitais simulam e espelham os comportamentos que acontecem na vida real, sendo possível alimentar a plataforma com informações como sazonalidades e características do ambiente.


Com esses dados, entenderemos como determinado item irá se comportar. É uma relação interessante, porque, na construção civil, essa tecnologia é muito útil para dar apoio nas simulações digitais de projetos de obras, por exemplo. Imagine que incrível: os gêmeos digitais podem evitar problemas de estruturas e erros de planejamento, que são suscetíveis a acontecer por falhas humanas.


Uma novidade interessante, para compartilhar com você, é que algumas empresas já estão se adaptando a essa realidade. Uma delas é a empresa Autodesk, que já anunciou o lançamento de sua plataforma de Gêmeos Digitais Autodesk Tandem, em que os usuários poderão ter uma réplica digital de suas instalações e podem adicionar informações em tempo real, trabalhando na operação, utilização e desempenho das estruturas.

Por que os gêmeos digitais vão revolucionar a indústria 4.0 junto ao Metaverso?


Parafraseando o grande escritor de ficção científica, William Gibson: “o futuro já está aqui; apenas não é distribuído de maneira muito uniforme”.

O metaverso é o meio pelo qual é possível distribuir essas experiências de maneira mais uniforme. Esperamos que o metaverso entrelace humanos, IA e robôs em novos mundos fantásticos, atrelados a novas tecnologias que revolucionem a engenharia que conhecemos hoje cada vez mais, sendo mais que um espelho da realidade.

Você embarcaria nessa jornada da tecnologia do Metaverso para otimizar resultados, como algumas plataformas que temos hoje já fazem parcialmente? Conte-nos sua opinião nos comentários!


6 visualizações0 comentário
bottom of page